O esquema de $20 milhões de Phil Ivey no Bacará que acabou com sua lendária carreira no jogo

Foto de Bernard Edwards Bernard Edwards
13 de dezembro de 2023
7016 Visualizações
Phil Ivey

No mundo do jogo de apostas altas, Phil Ivey era indiscutivelmente uma lenda. Com dez braceletes da World Series of Poker em seu nome, o "Tiger Woods do pôquer" deslumbrou os fãs com seu jogo ousado durante décadas, apoiado por uma habilidade fria e calculista. Mas em 2012, Ivey fez uma grande aposta não apenas com dinheiro, mas também com sua grande reputação - e acabou perdendo muito.

Quando Ivey e seu cúmplice Kelly Sun exploraram pequenas falhas nas cartas para ganhar quase $20 milhões jogando Punto Banco bacará, ele pode ter pensado que havia encontrado uma vantagem engenhosa que só era possível graças ao seu domínio de elite do jogo. Até mesmo o método em si, chamado de "edge sorting", parecia app apropriadamente nomeado devido à conhecida propensão de Ivey de contornar os limites do jogo legal. No entanto, no final das contas, sua arrogância o levou a um caminho que prejudicou profundamente sua imagem, que antes era excelente.

Riscos de Phil Ivey

O triunfo temporário

Inicialmente, quando Ivey ganhou milhões do cassino Borgata em Atlantic City e do Crockfords em Londres por meio da classificação de bordas sem ser detectado, seu método foi brilhante. Ao convencer os cassinos a girar as cartas de uma determinada maneira e não trocar os baralhos com frequência, as sutis costas assimétricas das cartas permitiram que Ivey reconhecesse secretamente as cartas de alto valor. Isso lhe deu uma janela secreta para o jogo à qual ninguém mais tinha acesso. E os cassinos, alheios a isso, financiaram seu jogo, sem saber o que realmente estava acontecendo.

Danos onerosos à reputação

Porém, quando surgiram processos judiciais de ambos os estabelecimentos que se sentiram enganados, Ivey, imprudentemente, revidou com uma ação legal intensa para defender seus ganhos. Ele não alterou fisicamente as cartas, argumentou; ele simplesmente foi mais esperto do que os cassinos. Mas, após anos de batalhas judiciais, os juízes decidiram definitivamente que ele havia manobrado uma vantagem ilegal. Ivey foi considerado responsável por enganar e trapacear por meio de sua manipulação.

As ramificações foram imensas. Ivey deu adeus a $20 milhões em ganhos contestados. Os dois cassinos romperam totalmente os laços. Sua reputação, outrora brilhante, sofreu um grande golpe devido aos ethics de suas ações. E o desgaste de longos e amargos processos judiciais fez com que Ivey parecesse mais um réu maltratado e em apuros do que um campeão preparado no final. O preço de sua arrogância foi claramente alto.

Phil Ivey joga

Crescimento e queda

Em seus dias de glória, Phil Ivey era a inveja de todos os jogadores. Ele tinha o dinheiro, as mulheres, a fama e o status. Mas, curiosamente, tão rápido quanto Ivey ganhou seus milhões por meios astutos, ele pareceu perdê-los ainda mais rápido no ano seguinte. Investimentos ruins, como o setor imobiliário, fizeram seu patrimônio líquido despencar. Negócios fracassados lhe custaram muito caro. E logo, até mesmo os acordos de patrocínio de Ivey se esgotaram.

É claro que a sorte sempre desempenha um papel importante nos jogos de azar. E Ivey certamente enfrentou apostas em sua vida que vão muito além das cartas. Mas quando ele foi muito além das linhas ethical, tentando defender o espírito do jogo com vantagem em detrimento do engano claro, ele acabou pagando um alto preço por colocar em risco a reputação lendária que construiu. De certa forma, Ivey apostou com seu maior patrimônio - e acabou falindo.

O Conto da Moralidade

Agora, anos mais tarde, Phil Ivey continua sendo um jogador mestre, admirado por muitos nos círculos de pôquer. Mas o escândalo do edge sorting assombra profundamente seu legado até hoje. Na melhor das hipóteses, os fãs debatem se ele realmente enganou alguém. Na pior das hipóteses, ele é chamado de irremediavelmente anti-técnico. E o próprio Ivey desapareceu dos holofotes que antes dominava com tanta intensidade.

No final, serve como um conto moral. Até mesmo jogadores lendários têm falhas trágicas que acabam precipitando grandes quedas. Para Phil Ivey, considerado o melhor jogador de pôquer do mundo durante anos, sua obsessão em maximizar a vantagem e minimizar o risco acabou saindo pela culatra quando foi levada longe demais. E seu impressionante triunfo de $20 milhões que cativou o mundo do jogo agora estará para sempre ligado à desgraça e não à glória.

Foto de Bernard Edwards
Autor Bernard Edwards

Baccarat especialista e ávido seguidor da indústria do jogo on-line. Com mais de uma década de experiência na área, Bernard tornou-se uma autoridade renomada no jogo de bacará e está sempre procurando ficar à frente no mundo do jogo on-line em constante evolução.